É guerra!



Não vai ter golpe! Teve golpe.
O petróleo é nosso! Não é mais nosso.
O gigante acordou! Não acordou.
Não vai ter reforma trabalhista! Teve reforma.
Fora Temer! Temer ficou.
Ele não! Ele sim.
O STF não vai votar [x] coisa contra a população! Votou.
Não vai ter reforma da previdência! Vai ter reforma da previdência.

Esses bordões lacradores tem sido insuficientes perante a violência dos ricos (rico de verdade, milionário, bilionário, não você que ganha 5k por mês e se acha burguês) contra nós pobres.

Nós da classe trabalhadora, pobres em sua maioria (99%), estamos perdendo todas. TODAS. E a burguesia, os ricos, estão ganhando todas. TODAS. E eles tem avançado mais contra nós nessa guerra (sim, guerra, ora ora) e nós estamos cada vez mais acuados.

Vamos ter que chegar até que ponto, de identificarmos quem são nossos reais inimigos, e fazermos algo a respeito?

Você cansou de ouvir que teve crise em 2018 né? Engraçado, 2018 foi o ano de maior lucro do banco Itaú! Faça a pergunta de novo: 2018 teve crise para quem?

Lucro de R$ 25 bilhões do Itaú em 2018 é o maior da história dos bancos do país
https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/02/05/lucro-de-r-25-bilhoes-do-itau-em-2018-e-o-maior-da-historia-dos-bancos-do-pais.ghtml

Ou a gente entende logo que existe uma elite que está enchendo o rabo de dinheiro através do sistema financeiro _ sem uma gota de suor _ enquanto nós, pobres trabalhadores, suamos e sangramos dia e noite, produzindo riquezas que nos são saqueadas sem cessar, ou vamos nos tornar cada vez mais seus escravos _ sim, cada vez mais, ou você acha que trabalhar para pagar dívida de banco, não é uma forma de escravidão?

Não estou pedindo uma reflexão filosófica complexa, só estou sugerindo que nós pobres trabalhadores, nos perguntemos TODA VEZ que o governo, que a mídia, que os empresários nos vierem com alguma proposição / imposição, "a quem isso tudo interessa?".

"Dividir e conquistar" é uma estratégia de guerra que sempre funciona. Os verdadeiros donos desse sistema adoram nos ver divididos e nos odiando, para que enquanto isso, eles vão conquistando espaço aqui e ali, com uma certa anuência de nossa parte.

E quem ganha no fim das contas? Ora ora, nós, pobres e trabalhadores que não ganhamos nada...

Comentários