Call Center

Eu te odeio mas você não sai da minha cabeça...

Não é um emprego legal.

Ponto!

Imagine você: sentar numa cadeira desconfortável, um supervisor te rondando, duas mini-paredes, um computador, um treco com fone e caninho na sua cabeça, um maldito telefone e ... UM CLIENTE!!!!

NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!

É alguém que você não conhece normalmente, e dependendo do que fala ou do que ouve pode não se dar bem em segundos!

Cliente interno ou externo, tanto faz.

Os internos são apenas os externos de uniforme.

São todos iguais.

[As vezes os internos são piores porque acham que sabem o que estão fazendo ou acham que você é subordinado dele].

Eles descontam toda a sua raiva, rancor, ódio, dissabor, tristeza, decepção, agonia, impaciência sobre você que atende.

Se a culpa é sua, de quem atendeu antes, de quem transferiu, do técnico, da empresa, DELE MESMO, dane-se!

Você atendeu, logo se f...

Imagine que se de cada 50 ligações para a empresa, uma delas fosse uma bucha.

Murphy sorrirá, e mandará a ligação no SEU RAMAL!!

Se a bucha for por que o problema é complicado, sorte sua ainda.

Mas se a bucha for por que o cliente é uma íngua, uma anta, uma mula, um jumento, ele vai te estressar e fazer de algo fácil, algo quase impossível.

Todo mundo tem o costume de falar mal de quem trabalha em call center.

É uma raça odiada.

Só que os clientes _ inclusive os próprios atendentes quando viram clientes _ são bestas em grande parte.

PRINCIPALMENTE QUANDO SE TRATA DE PROBLEMAS TÉCNICOS!

Aí é uma tristeza só... perderia uma vida na descrição.

[Acessem o Vida de Suporte para entender os causos]

Mas o profissionalismo deve ser mantido e você nunca pode demonstrar seus sentimentos aos clientes.

$#@#%%$#$#$¨#$&¨$#%#%$%$%@#$##@%%

Ainda bem que existe o mute =D

Auf Wiedersehen!


Comentários