Impressão


Finalmente acordei do pesadelo
Deste pesadelo finalmente acordei
Que medo, que medo.

Faz tempo que não sinto este frio na barriga
Este frio na barriga, faz tempo que não sinto
Eu sei dizer o porquê
o porquê eu sei dizer.

Me desculpem as repetições
as repetidas... repetições...

Me entendam., acabei de acordar
eu tive um pesadelo
pesadelo duro de encarar.

tive o maior pesadelo da minha geração.
e graças a ele, vou ter uma ação.

Liguei a impressora e vou imprimir.
Vou imprimir todos os meus textos,
os meus poemas,
os meus posts,
os meus comentários,
os meus scraps,
as minhas planilhas
e tudo mais que eu produzi!

Tudo isso por causa do meu pesadelo
pesadelo maldito!

Ah, sim, o pesadelo.
toda a internet do mundo havia parado, toda ela!
cada web server, web host, web service, web anything...
era o caos,
as trombetas, sinos, atabaques e recos-recos do apocalipse
tocavam em uníssono!

Infernal quanto o carnaval global
( barulhento, burguês e sem graça).

Era o fim minha gente, o fim!
Ragnarok deixava de ser só um jogo.

Não me contive,
cai em prantos, e os prantos nas plantas mortas
tudo bem dramático, ao meu estilo.

Não era como meu perfil confiante e popular,
eu transcendi virtualmente
mas na realidade, dava pena
borrava fralda, chupava dedo e soltava pipa na sala.

Emprestei minha vida para um alter-ego
vendi minha alma para a www
e agora ela me cobrava
sentia-me um zumbi, desconectado.

Na esperança de ter alguma esperança
eu vaguei até a calçada
tive uma surpresa.
descobri que tinha vizinhos.

A menina mais linda da escola morava na frente
o troll maldito de nick estranho morava ao lado
o @li550n também morava por ali
e um hacker anônimo tinha nome.

Eles se lamentavam por seus perfis,
todos estavam tristes, perdidos, 404...
mas minha angústia era por outra coisa
minhas grandes obras estavam na internet, na cloud.

Eu perdi tudo.
Por isso acordei desesperado e imprimi tudo
cada linha era importante, cada vírgula
horas online seriam jogadas fora.

Acabei com vários cartuchos e folhas
derrubei árvores,
mas meus trabalhos estão intactos.

Se você não acaba com a modernidade,
ela acaba com você.
Uma hora ou outra!

Comentários