Mentalidade Binária


Binário


Para entender a mentalidade binária, precisamos saber o que é binário:

A palavra binário vem de bi, que é o número dois.

Bicicleta, binóculos, bipartido, bicolor, biscate e etcetera.

Binário também é um sistema numérico composto pelos números 0 e 1.

00 -> em decimal isso é zero
01 -> em decimal isso é o 1
10 -> em decimal isso é o 2
11 -> em decimal isso é o 3

e assim por diante...

o importante é você entender que binário tem a ver com o dois =D

Falácia do Falso Dilema


Agora precisamos entender o que é falácia da falsa dicotomia, ou falso dilema:

O prefixo di, também está ligado ao número dois.

Dicotomia, é uma divisão em duas partes, divisão de um conceito em dois. Dilema é quando se deve fazer uma escolha entre duas opções antagônicas, insatisfatórias ou contraditórias entre si.

A falácia do falso dilema acontece quando alguém lhe impõe apenas duas escolhas, normalmente antagônicas ou controversas, quando se tem mais alternativas. Exemplo:

Se você não está por mim, está contra mim.

O fato de você não estar a favor de alguém, não implica que esteja contra automaticamente. Pode ser que você esteja contra, mas pode ser que não tenha uma posição definida, ou seja, está confuso, ou ainda, pode ser que você esteja neutro na situação.

A intenção do sofista é ignorar as alternativas que interessam para ele, e te fazer escolher o que lhe convém.

Quem conhece a falácia de Pascal, digo, aposta de Pascal, deve saber que ela é uma falácia de falso dilema além de apelo a ignorância e outras mais. No video no fim do post ( lá embaixo ) ela fica melhor explicada.

Mente Descontínua


Outra fator necessário para entendermos o que eu quero dizer com mentalidade binária, é praticamente este:  
A mente descontínua _ muito bem explicado pelo Pirulla em seu canal _ video lá embaixo também.

A mente descontínua é nossa dificuldade de enxergarmos processos completos. Nós vemos apenas pedaços das coisas, e aqueles pedaços que estão no nosso dia a dia. Exemplo disso é a dificuldade de entendermos conceitos físicos ou químicos, pois eles estão além da nossa vivência.

Tente imaginar como funcionam um átomo, elétron ou próton. Não conseguimos sem que nos façam uma associação com coisas que vemos em nosso dia a dia. Neste caso, precisamos de desenhos, como esse aí do lado, para termos uma ideia de como eles funcionam. Mas devemos saber que não tem nada, nada, a ver com isso no mundo real.

Veja neste link e entenda mais coisas que nosso cérebro não foi feito para entender.

E aqui um trecho do livro de Richard Dawkins sobre o assunto.

Como não conseguimos enxergar estes processos, nós criamos arbitrariamente, pontos determinantes para dizer o que é tal coisa ou quando aquilo aconteceu ou como aconteceu.

O ciclo da água por exemplo. Esse ciclo não para para que nós possamos vê-lo. Ele é contínuo. Mas a única forma de entendermos é essa: separarmos por processos bem definidos e desenhá-los se possível.

Usando o exemplo do Pirulla: no dia do seu aniversário você se sente mais velho? Óbvio que não. A data do seu aniversário é uma arbitrariedade pois precisamos de um método para contar os anos das pessoas. Sabemos, por exemplo, que meninas com  a mesma idade dos meninos, aparentam ser mais velhas, por elas amadurecerem mais rápido.

Ou seja, a idade é um método arbitrário de contagem, mas não diz qual idade cerebral nós temos _ que é o processo que nós não conseguimos enxergar.

Eu que gosto de história, passo por isso quando faço um post dizendo: o motivo da primeira guerra acontecer foi a morte de Francisco Ferdinando e de sua esposa Sofia. Quando sabemos que tudo é mais complicado do que isso, que existe um cenário gigantesco por detrás de tudo.

Nós homens, normalmente, não sabemos diferenciar tons de uma mesma cor, e falamos para as mulheres: azul celeste e azul royal é tudo igual, é azul. E não é. Mas a culpa não é de todo nossa, nosso cérebro que não treinado, não sabe reconhecer estas diferenças de tons _ por que tons intermediários de uma cor, sim, fazem diferença.

Acho que consegui explicar um pouco do que é mente descontínua.

Mentalidade Binária.


Finalmente, após entender o que é binário, falácia do falso dilema e mente descontínua, eu posso dizer o que entendo por mentalidade binária.

Mentalidade binária é desconsiderar que as explicações para os assuntos da vida são muito mais complexos do que aparentam ser e tentar encaixar estas explicações, ou visões de mundo, em apenas dois conceitos restritos e opostos entre si.

Ou você é do bem ou você é do mal.

Que é ser do bem, que é ser do mal ? Se estiver contra o bem é automaticamente mal e vice versa? Não existem variações de atitudes boas e más no decorrer de tudo isso? E, para sabermos tais coisas, precisaríamos novamente voltar as duas primeiras perguntas: que é bem, que é mal ?

É como se nós tivéssemos que sempre ter um lado, sempre temos que resolver os dilemas que a sociedade nos impõe, dizer sim ou não.

Depende, talvez? 
Isso é coisa de gentinha que fica em cima do muro e não sabe decidir. 
Gentinha sim!
Ser humano de verdade, tem que saber escolher um lado!
Parceiro: é 8 ou 80!!

Esse tipo de pensamento pode polarizar a já polarizada sociedade em que vivemos.

Heterossexual ou homossexual; Ateísta ou teísta; branco ou negro; rico ou pobre; cientista ou teólogo; tucano ou petista; democrata ou republicano; coca-cola ou pepsi; Guns'n'Roses ou Nirvana; Rock'n'Roll ou funk; capitalista ou socialista; católico ou protestante; corintiano ou anti-corintiano; blogueiro progressista ou p.i.g.; modelo padrão ou teoria das cordas; vegetariano ou onívoro; frango assado ou frango frito (eu gosto dos dois!!); bacon ou carne de soja; paulista ou nordestino; Vingadores ou Liga da Justiça; microsoft ou linux; asp ou php...

Enfim.

Parece que não, mas esse tipo de mentalidade só nos dividem cada vez mais. Uma sociedade toda que não consegue ver que estas diferenças, quando não criadas pelas forças econômicas, são meras bobagens. Discordar de pontos de vista é perfeitamente normal, o que não é normal, são frentes se unirem e se oporem, quando poderiam resolver tudo no diálogo.

Enquanto isso, os ricões tão lá... rindo-se das castas mais baixas. Eles acho que não discordam muito uns dos outros, não é mesmo?!

As forças econômicas aprenderam muito bem com o pequeno gigante Napoleão: Dividir para conquistar!


Auf Wiedersehen!!


A Aposta de Pascal refutada




A maldição da mente descontínua

Comentários

  1. O texto ia bem até o meio. Depois, o próprio torna-se falaciosamente contraditório.

    ResponderExcluir

Postar um comentário