Se escondam... se escondam...


E estes portões cheios de lanças?
E estes muros cheios de cacos de vidros?
E estes muros com cercas elétricas?
E estes cães feitos para atacar?
E estes portões que nada se pode ver?
E esta segurança armada?
E estas cameras de vigilância?
E estes identificadores biométricos?
E estes olhares desconfiados?
E este silêncio diurno, noturno, soturno... ?

Ah, esta é a liberdade do novo mundo.
A falacidade do consumo.
Quem tem mais tranqueira
mais tranqueira tem a perder.

Como deve ser bom, ser rico.
Como deve ser bom, ser livre.
Como deve ser bom, ser.
Como deve ser bom se esconder,
se esconder,
se esconder,
por medo,
por medo,
de nada, nada, perder.

A dignidade já se foi,
a moral é relativa
a ética é anti,
mas o ouro
o poder sobre o outro
deve existir,
deve persistir

a vida,
tanto faz a vida,
tanto faz a morte,
tanto faz a desgraça,
tanto faça a massa.
desde que a minha faça,
vontade.

Eu sou feliz,
eu sou,
eu,
e...

vamos morrer!

Comentários