Europa pós Primeira Guerra

Europa
Continuando o post sobre a Primeira Guerra, veremos quais foram os resultados imediatos dessa guerra, e que isso mudou na sociedade da época. A primeira guerra mundial atingiu duramente os países europeus, que tiveram grandes perdas humanas, materiais e financeiras.

Perdas humanas

- As fontes que encontrei, divergem entre si no número de mortos, porém concordam que morreram aproxidamente 10 milhões de homens, e na sua maioria alemães, russos e franceses. Além de cerca de 6 milhões de inválidos, e ainda pessoas que morreram de doenças, como a gripe espanhola ou gripe de 1918;

- São os homens que vão para guerra, e normalmente na idade de procriação (25 - 50 anos), com isso, a taxa de natalidade caiu muito na Europa;

- Outro mudança foi o aumento das mulheres no mercado de trabalho, como por exemplo trabalhadoras nas indústrias bélicas _ homem estava em falta naquele época rs.

Perdas materiais

França, Bélgica, Russia européia, Holanda, nordeste da Itália, Sérvia, Romênia que serviram como campos de batalha, tiveram muitas áreas destruídas.

Perdas financeiras

- Os países gastaram muito do seu próprio ouro para compra de equipamentos para guerra, uma vez que não tinham produtos para exportação. Depois viram que esta forma de financiamento não era muito eficiente, e recorreram aos empréstimos internos e externos. Os EUA é o país que mais empresta dinheiro aos beligerantes (países que tomam parte em uma guerra);

- Os países em guerra diminuíram sua produção agrícola, deixaram de exportar, perderam os transportes internacionais que controlavam antes da guerra (valor dos fretes). E tudo que faltava durante a guerra era importado _ e a dívida externa aumentava;

- os EUA, o Japão, demais países do continente americano e as colonias do países envolvidos na guerra, aumentaram suas produções para abastecê-los. Como alguns destes países mais pobres precisavam de recursos para aumentar a produção, ao invés de pedirem a falida Europa, passaram a emprestar dos EUA. E pouco a pouco Londres perde seu poder de banco mundial para Nova York _ nova capital mundial financeira _ e o dólar passa a ser a moeda de referência.

Transformações sociais

- Os regimes parlamentares começam a surgir em países como Alemanha e Aústria, república na Polônia e Tchecoslováquia e as monarquias constitucionais na Romênia e Iuguslávia. Porém as pessoas da época não tem estudo o suficiente, são em sua maioria camponeses, e não estão preparados para este tipo de regime, e tornam-se presas fáceis do jogo político;

- D'outro lado temos os adeptos do bolchevismo, que dizem que não pode haver divisões de classes, e que a democracia liberal é dominada pela burguesia. E nestes moldes alguns países começam a adotar o regime autoritário de governo, como na Hungria, Polônia, Itália e depois Alemanha. França e Inglaterra retornam ao modelo parlamentar;



- O aniquilamento das fortunas e aumento da inflação acarretam mudanças psicológicas e morais. Quem poupa dinheiro perde a vontade de fazê-lo, pois o dinheiro perde valor cada dia mais, e os novos ricos são os especuladores, banqueiros, aventureiros. Logo, chega-se a conclusão que economizar é desnecessário, e a vitória não é mais questão de mérito ou trabalho;

- Anos loucos: para aproveitar os prazeres da vida após o sofrimento da guerra, aumenta o gosto pelas festas, moda, cinema, pistas de dança, descoberta do jazz proveniente do folclore negro estadunidense, o tango argentino. Além disso temos os movimento literários como o dadaísmo, o surrealismo que criam seu mundo novo, sem regras, controles racionais, sem preocupações estéticas ou morais.

Comentários