Entrevista com Ateu



"Então você não acredita em deus?"

Não, ateu não acredita em deus, ou deuses.

"Nem em espíritos?"

Não.

"E quando você morrer, o que acha que vai acontecer?"

Nada. Ou melhor, acontece que nem com qualquer bicho ou planta, você se decompõe e vira alimento para terra.

"Mas não é chato pensar assim?"

Pensar na morte nem sempre é legal, mas é assim que penso que funciona até que se prove o contrário.

"Mas na bíblia está escrito que quem não acredita em deus vai para o inferno".

Não sei se está escrito isso, mas independentemente de estar ou não, eu não acredito nos contos bíblicos.

"Porque não?".

Este livro foi escrito por pessoas diferentes, de épocas diferentes, foi editado pelos romanos, usado em uma manobra política, foi reescrito e traduzido por países diferentes em épocas diferentes até que se chegasse a uma versão final. Em muitos casos mudanças foram feitas para agradar este ou aquele poder político. Isso sem contar o conteúdo fantasioso e que no máximo, conta um pouco da história dos povos destas épocas.

"Mas todo mundo acredita na bíblia".

Todo mundo? Tem certeza? De onde tirou isso?

"Ah, não sei, eu acho que quase todo mundo".

Existem outras religiões além da cristã: o judaísmo, espiritismo, xintoísmo, taoismo, budismo, hinduísmo, religiões de matriz africanas, wicca e mais um monte. Algumas delas tem seus livros com mitos e ritos.

"Tá certo, mas quando você tem algum problema na vida, a quem você recorre?"

Primeiro a minha consciência, e se precisar, as pessoas que confio e gosto.

"Ah, mas duvido que se passasse por um problemão, se não ia apelar para deus"

Pessoas sofrem e morrem todos os dias, em todos os lugares, não importa a religião ou a intensidade de fé das pessoas. Pode ser de doença, acidente de carro, queda de avião, latrocínio, briga de torcida ou com copo de vidro quebrado cortando a veia femural bem no dia do seu casamento. As coisas acontecem, não tem combinado, não tem destino, não tem oração que impeça algo de acontecer. Agora, talvez em um momento de debilidade muito grande, nada impede que minha mente me faça pensar diferente, mesmo que contra minha razão.

"Então acha que rezar é perca de tempo?"

Sim. Digamos que o deus que você crê exista e que tudo o que acontece no mundo seja vontade dele. Quando tu reza, está pedindo para que ele mude os planos originais para atender as suas demandas. Você tem que se achar muito especial para afirmar que ele ouviu suas preces e te deu um carro do ano e, ao mesmo tempo, deixou um avião com mais de 200 pessoas caírem no oceano. Desculpa, mas isso é idiotice maior do que de jogador de futebol que acha que deus está no gramado teleguiando a bola.

"Então para você quem reza é idiota?!"

Não é bem assim, muita gente acredita no que acredita sem saber o porquê acredita. Algumas rezam mais por hábito do que por fé. É passado de pai para filho, e em alguns casos os pais não tem a capacidade, consciência ou coragem de dizer aos filhos que existem outras crenças por aí, outros modos de se ver a vida. Mas enfim... não me preocupo tanto com quem diz falar com deus, me preocupo mais com quem diz ter ouvido deus falar.

"Tu não fala com deus, não se sente sozinho?"

As vezes sim, mas isto não é um problema. A solidão na medida certa até ajuda, você tem mais tempo para pensar no que quiser sem ser interrompido. Não sei quem inventou isso de que a solidão é ruim.

"A vida não fica sem sentido para você?"

Eu não acho que a vida tenha um sentido maior. Somos nós durante a vida, condicionados pela sociedade, que vamos fazendo nossas escolhas e dando um sentido para as coisas. Você pode sonhar em ter um bom emprego, uma casa e uma família e lutar por isso sua vida toda. Este é o sentido que você deu para sua vida _ ou que a sociedade te condicionou a ter. Tem gente que sonha em ser rica, em escrever grandes livros ou ser um músico de qualidade. Cada um arruma um sentido para si. O que mais mata neste planeta são os suicídios, não sei, mas talvez muita gente dê cabo da própria vida pois não tenha encontrado um sentido para ela, uma motivação para seguir vivendo.

"Você se acha mais inteligente porque é ateu?"

De forma alguma. Primeiro que não sou tão mais inteligente que a média nacional. Segundo, a busca de informações nos livros, revistas, internet somadas aos meu raciocínio, me deu o entendimento do que faz mais sentido para minha vida, do que faz mais sentido eu acreditar e não acreditar. Talvez eu seja mais bem informado do que algumas pessoas, porque para atingir meu nível de consciência, tive que ler um bocado de coisas. Ou seja, foi a informação que me levou a duvidar do sistema e que por fim me levou a descrença e não minha cognição que me fez descrente do dia para a noite.

"Acha que a religião é um mal na vida das pessoas?"

Toda vez que a religião é usada como instrumento de poder para oprimir outros povos ou para conseguir vantagens para si, sim ela se torna um mal. Se você reza, agradece ao seu deus pelo dia, pede forças para viver e conselhos para ser feliz, não tem como ser contra isso. Agora, se um religião usa seus fiéis como grupo de pressão para impedir que uma lei importante no país seja votada, por exemplo, descriminalização do aborto, aí sim temos um problema. O aborto clandestino é a quinta causa de morte de mulheres neste país e só não é aprovada, por causa da religião e de seus membros na câmara e grupos conservadores na sociedade.

"Isso não é culpa da religião..."

Volto a repetir: o problema não é a religião em si, mas seu uso de forma ideológica na sociedade. A religião pode usar os textos bíblicos para o que ela quiser, seja fazer o bem, seja fazer o mal. Em nome de um visão atrasada ou por pura sacanagem mesmo, muitas vezes fazem o mal.

"O que achou da construção do templo de salomão, pela IURD?"

Um absurdo. Já passou da hora do governo cobrar imposto sobre as doações que as igrejas recebem, aliás, o que é outro exemplo da influência da religião na política. Bom, eu sinto pena dessas pessoas sem instrução ou inocentes que doam seu dinheiro achando que vão receber alguma coisa do ser em que elas acreditam, como se este ser, se existisse, precisasse de dinheiro.

"E o papa Francisco, que acha dele?"

Enquanto figura religiosa, para mim tanto faz. Enquanto figura política, ele tem se mostrado a favor do entendimento não apenas entre as nações, mas entre as pessoas que a própria igreja católica não suporta, como homossexuais e ateus. Criticou o capitalismo e vem defendendo os mais pobres, assim como Pepe Mujica, que aliás, é ateu. Não tem como falar mal de gente assim.

"Mudando um pouco de assunto, seus pais são religiosos?"

Ambos católicos.

"E não teve problemas em dizer que era ateu?"

Não tive problema algum. Ambos não acreditavam muito no começo quando eu disse que era, até que foram percebendo que eu estava de fato falando sério e aí ficaram um pouco chocados, mas nada demais.

"Qual foi a reação mais estranha que demonstraram?"

Meu pai argumentou: deus é amor, e se você não acredita em deus, logo não sabe o que é amor. Minha mãe não entendia como um filho tão bonzinho, com toda modéstia, podia não acreditar em deus.

"E como você reagiu?"

Eu ri. Depois tentei explicar que a bondade ou o amor não é uma atribuição divina, e sim o resultado da empatia entre as pessoas. Não ficou muito claro para eles. Até entendo porque eles são de famílias muito religiosas e sempre foram condicionados a pensar assim. O mais importante é que não fui expulso de casa rs.

"Qual a pior coisa que você escuta sobre ateus?"

Eu detesto quando alguém faz algo grave, tipo, sei lá, comete um assassinato, e vem um babaca dizendo: "isso só pode ser coisa de quem não acredita em deus, de quem não tem deus no coração". Esse tipo de associação me irrita deveras. Infelizmente em pleno ano de 2014, ainda tem gente que acha que ter ou não religião, define caráter. Somos o país com o maior número de cristãos do mundo e vejam só, um dos mais violentos do mundo. Os países nórdicos tem um grande número de ateus e tem os melhores índices de quase tudo que possamos imaginar, não é engraçado? E mesmo assim, vira e mexe alguém diz este tipo de besteira.

"A imagem dos ateus para você é ruim?"

Eu acho que ela sempre será ruim rs. Falando sério, eu acho que melhorou muito em certos lugares. Nos meus dois últimos empregos, quase todos sabiam que eu era ateu e não houve nenhum grande problema com isso. Claro, ouvi algumas piadinhas, como gente dizendo que ia rezar por mim e etc, mas nada desrespeitoso. No máximo um ou outro que não gostava do que eu escrevia nas redes sociais sobre religião, mas tranquilo. Teve até quem viesse conversar comigo com curiosidade de saber porque eu era ateu. Agora, que existe muita gente conservadora por aí, que não tolera "esse tipo de gente", eu sei que existe. Infelizmente um candidato a prefeito ou presidente não pode se declarar ateu e achar que vai ganhar uma eleição, estamos bem longe disso ainda.

"Só para encerrar, ateísmo é religião?"

Não, não é. A religião é uma ligação com um ser sobrenatural ou com seres sobrenaturais, ou com forças sobrenaturais. Vamos pegar o budismo por exemplo: No budismo acredita-se na ciclo das reencarnações, e que para se livrar deste, deve-se atingir o Nirvana. Buda não é um deus, mas sim um mestre que ensina como atingir o Nirvana, que só ele atingiu. A ligação da alma com o sobrenatural existe, mesmo que não haja um deus necessariamente. No ateísmo não existe nada disso. A única coisa que define o ateu é necessariamente a não crença em deus ou deuses ou forças sobrenaturais e só. Difícil entender essa mania ou desonestidade de chamar ateísmo de religião, só pode ser para desqualificá-la e dizer que é só mais uma entre todas as outras e não um contraponto das religiões. Religiões que ao meu ver, estão perdendo cada vez mais adeptos.


Comentários