Greve e Dia do Trabalhador

Hôtel de Ville

A Origem

A palavra greve vem do francês grève, proveniente da Place de Grève que fica situado às margens do Sena, onde antigamente era uma praia com cascalho e areia, onde se descarregavam as mercadorias que chegavam pelo rio _ e este tipo de terreno é chamado de greve.

O antigo Hôtel de Ville cerca de 1610
Com o crescimento da região, em 1357 foi construído o Hôtel-de-Ville (Câmara Municipal) onde anos depois se tornou local onde desempregados se reuniam para procurar emprego e/ou reivindicar direitos trabalhistas.

Estas pessoas que procuravam emprego eram chamadas de grevistas. E é claro, não é assim que entendemos mais o uso desta palavra.

Em 19 de março de 1803 o local foi rebatizado de Place de l'Hôtel-de-Ville _ é a Praça da Câmara Municipal de Paris [Acesse aqui o mapa]. Foi incendiado pela Comuna de Paris em 24 de maio de 1871, e todos os documentos antigos, inclusive os da Revolução Francesa, se perderam. Foi reconstruído com a mesma fachada de 1874 à 1882.




O dia do trabalhador

O dia do trabalhador é feriado nacional celebrado no dia 1º de maio em mais de 80 países, em outros é celebrado não-oficialmente e em outros, são comemorados em outras datas.

O dia internacional do trabalho tem como razão de ser uma greve que ocorreu em Chicago no ano de 1886, na chamada Revolta de Haymarket [mapa com as proximidades de Haymarket Square]. Os trabalhadores reivindicavam uma redução da jornada de trabalho para 8 horas, e para tanto, conseguiram o apoio de vários outros trabalhadores que fizeram greve geral.

A polícia estava presente no evento, e enquanto estavam tentando dispersar os grevistas, alguém não identificado jogou uma bomba que matou 1 policial na hora (e mais 7 depois, com os ferimentos). Do lado dos grevistas, 4 são mortos com a explosão, e 11 mortos pela polícia, que revidou os ataques.

Oito anarquistas foram presos e incriminados pela explosão e condenados por conspiração _ mesmo sem provas de que qualquer um deles tivesse lançado a bomba. Um deles foi condenado a 15 anos de prisão, 2 foram perdoados pelo novo governador (em 1893), um se matou na prisão, e 4 foram enforcados em 11 de novembro de 1887 _ uma sexta-feira que ficou conhecida como Black Friday.

Este acontecimento motivou a criação do 1º de maio pela II Internacional Socialista em 1889, que se reuniu em Paris.

As Greves

Strajk, de Stanislaw Lentz
Basicamente greves são protestos dos trabalhadores contra os patrões através da paralisação do trabalho. Estes protestos podem ser motivados pelas más condições de trabalho, perda de direitos trabalhistas, aumento de salário e etcetera.

Existem registros de greve no Antigo Egito, na época do Novo Império, entre 1570 e 1070 AC, no reinado de Ramsés III. Os operários da construção de um templo decidiram cruzar os braços por não receber no prazo combinado comida, roupas e maquiagem que usavam para trabalhar. O sacerdote tentou negociar com os grevistas, mas o patrão, ou melhor, o faraó não cumpriu a promessa. Só o fez dois meses depois, quando os operários não apenas cruzaram os braços novamente, mas também ocuparam o templo que estavam construindo.

Existem vários tipos de greves:

Greve por doença (sick out): Vários trabalhadores pegam atestado médico no mesmo dia e não vão trabalhar _ não é ilegal;

Operação Tartaruga (slow down): Os empregados vão para o trabalho, seguem todas as regras, mas, fa-zem tu-do bem len-ta-men-te... _ um dos objetivos é prejudicar a produtividade do patrão _ não é ilegal;

Greve de braços cruzados (sit-down): o termo não faz sentido se for traduzido ao pé da letra, mas quer dizer que os funcionários assumem seus postos de trabalho, se recusam a trabalhar e também se recusam a sair. Normalmente ficam sentados, evitando assim, que outra pessoa lhe substitua. É considerado um ato de desobediência civil;

Greve solidária (sympathy strike): Um grupo faz greve em solidariedade a outro grupo grevista, aumentando assim a pressão sobre os empregadores. Por exemplo, em novembro de 2012 os jogadores do Paraná receberam seus salários atrasados, porém, os demais funcionários do clube não receberam, sendo assim, os jogadores se recusaram a treinar;

Piquetes de grevistas: São os trabalhadores grevistas que se reúnem em frente ao local de trabalho com faixas, cartazes, carros de som (ou cantando eles mesmos) para chamar a atenção do público à sua causa. Os fura greves, que são os operários que não tomam parte, podem sofrer represálias do sindicato ou mesmo de seus companheiros de trabalho.

Greve e Lei no Brasil


No Brasil, o direito de greve está TEORICAMENTE assegurado pela Constituição Federal, e pela lei 7.783 de 1989

Art.9º - É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender. §1º - A lei definirá os serviços ou atividades essenciais e disporá sobre o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade. §2º - Os abusos cometidos sujeitam os responsáveis às penas da lei.

A lei 7.783

A lei garante o direito de greve aos trabalhadores da esfera privada, mas no caso de serviços essenciais (água, luz, gás, combustível, hospitais, transporte coletivo, etc), eles tem que garantir o mínimo de atendimento. Os Militares são a única categoria que não podem entrar em greve _ porque eles tem armas, e poderiam (?) gerar insegurança.

A greve tem que ser comunicada com 48 horas de antecedência e para que seja considerada legitima [1], deve ser feita com o consentimento do sindicato.

([1] Legítima quer dizer: você pode protestar contra o governo, desde que o faça nas formas que o próprio governo estabelece).

E você que trabalha em empresa com mais de 200 empregados, esse artigo da CF deve lhe interessar em algum momento da vida:

Art.11- Nas empresas de mais de duzentos empregados, é assegurada a eleição de um representante destes com a finalidade exclusiva de promover-lhes o entendimento direto com os empregadores.

Os empregados escolhem um representante para interceder por todos diretamente com o patronato da empresa, evitando processos e também fiscalizando a empresa de possíveis abusos.

[É claro que o poder de negociação de um empregado com o empregador é, na prática, insignificante. O empregador tem muito mais poder, e consegue com simples ameaças (demissão, por exemplo) minar as intenções dos empregados]

Dia do Trabalho ou do Trabalhador?

Ambos os nomes são usados para a data, mas se pararmos para pensar, a data homenageia os trabalhadores e não o trabalho em si, portanto, a segunda conotação faz mais sentido que a primeira.

Auf Wiedersehen Kameraden o/

Links:

Dia do Trabalhador - Wikipedia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_do_Trabalhador

International Worker's Day - Wikipedia
https://en.wikipedia.org/wiki/International_Workers%27_Day

História do Dia do Trabalho - Sua Pesquisa
http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_do_trabalho.htm

Constituição Federal
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

A fantástica ciência do Antigo Egito - Superinteressante
http://super.abril.com.br/ciencia/a-fantastica-ciencia-do-antigo-egito/

Jogadores do Paraná fazem "Greve Solidária"
http://www.parana-online.com.br/editoria/esportes/news/635094/?noticia=JOGADORES+DO+PARANA+FAZEM+GREVE+SOLIDARIA

The Kelsey-Hayes sit-down strike was a key moment in our history
https://uaw.org/solidarity-magazine/cover-story-flint-winning-momentum-created-sit-strikes-pt-2/


Comentários