A Ciência do MEDO

Uma barata na cozinha, um sapo na garagem, uma aranha no quarto, um lugar alto, uma piscina, uma multidão, elevadores, escuridão, filmes de terror, alguém na escola, um vizinho, adversários políticos, um país estrangeiro...

São diversas as razões que nos fazem sentir medo. Algumas dessas razões são as experiências negativas da vida e outras parecem que vem dentro do nosso "pacote", aparentemente irracionais, mas segundo estudos, vem de nossos ancestrais.

Por definição o medo é uma reação em cadeia, que começa com um estímulo de estresse e termina com a liberação de compostos químicos que causam aumento da freqüência cardíaca, aceleração na respiração e energização dos músculos.

Os estímuilos são as situações que eu citei acima e muitas outras.

A imagem ao lado mostra as partes do cérebro envolvidas na reação de medo.

O tálamo recebe as informações sensoriais; o córtex as interpreta; o hipocampo armazena e busca memórias conscientes; a amígdala decodifica e armazena memórias do medo e o hipotálamo ativa a reação: lutar ou fugir.

Existem duas formas de o medo acontecer (e eles acontecem ao mesmo tempo):

Caminho baixo: Ele é o cara na nossa cabeça que nos diz para não arriscarmos. Por exemplo: Você está em sua casa de boa, aí do nada ouve um barulho na cozinha. O estímulo é o barulho na cozinha. O tálamo recebe essa informação, e por não saber se é uma situação de perigo ou não, manda a informação para a amígdala que envia para o hipotálamo e a reação de luta ou fuga é ativada.

Repare que no caminho baixo, nós não temos tempo de fazer uma meditação sobre o que está acontecendo, sentimos medo pela simples incerteza da situação.

Essa é a ação instantânea e emocional da amígdala (ela é responsável por processar a memória e também responsável pelas emoções). É nosso cérebro primitivo, que está programado apenas para a luta ou a fuga.

Caminho Alto: enquanto um cara já está com medo, este outro cara começa a pensar nas possibilidades existentes. A informação do tálamo é enviada para o córtex que determina que existem possibilidades, e o hipocampo avalia estas possibilidades a partir de outras memórias existentes. A informação vai para a amígdala que informa o hipotálamo se há necessidade de ativar a reação luta ou fuga.

No caminho alto, nós pensamos o que está acontecendo e o que poderia ser. No caso do barulho na cozinha, você pode se lembrar que seu irmão mais novo estáva lá jantando e pode ser ele ou você ouve a voz de alguém conhecido, e aí este estímulo é suficiente para saber se precisa ter medo.

O hipocampo tem a vantagem de ser a parte racional desse processo, mas tem um problema, em algumas situações que é necessário que se aja mais rapidamente, ele atrasa o processo.

Luta ou Fuga

O hipotálamo identificando uma situação de perigo, envia informações para o sistema nervoso simpático e para o sistema adrenocortical que combinados ativam a reação. Veja como o corpo reage quando sentimos medo:

. aumento da pressão arterial e freqüência cardíaca;

. as pupilas dilatam para receber a maior quantidade possível de luz;

. as artérias da pele se contraem para enviar uma quantidade de sangue mais significativa aos grupos musculares maiores (reação responsável pelo "calafrio" muitas vezes associado com o medo - há menos sangue na pele para mantê-lo aquecido);

. o nível de glicose sangüínea diminui;

. os músculos enrijecem, energizados por adrenalina e glicose (reação responsável pelos arrepios - quando pequenos músculos conectados a cada pêlo da superfície da pele tensionam, os fios são forçados para cima, puxando a pele com eles);

. a musculatura lisa relaxa para permitir que entre uma maior quantidade de oxigênio nos pulmões;

. sistemas não essenciais (como o digestivo e o imunológico) são desligados para guardar a energia para as funções de emergência;

. há dificuldade para se concentrar em tarefas pequenas (o cérebro deve se concentrar em somente uma coisa para determinar de onde vem a ameaça).

Leia mais:
Mulher que não tem medo
How Stuff Works - Como funciona o medo
Escala da Percepção do Medo

Assista:
Discovery Channel - Ciência do Medo




Auf Wiedersehen o/

Comentários

  1. Baixar o Documentário - Ciência Do Medo - Dublado - http://mcaf.ee/f2cyd

    ResponderExcluir

Postar um comentário